Crônicas, Amor & Sexo

Uma Verdade Inteira

Mudar

“O que a gente quer, afinal? Meias decisões, meias verdades, meias vontades, meias atitudes… E em um meio piscar, a vida se foi – mais próxima do arrependimento do que da felicidade.”

Quantas coisas nos descontentam, já não nos suprem, já não nos encantam e insistimos em permanecer com elas… Seja um emprego, um amor de tempos ou uma amizade desgastante.

Onde havia prazer, talvez surja a infelicidade. Onde havia confiança, talvez surja a falta dela. Onde havia a cumplicidade, talvez surja a falta de altruísmo. E embora enxerguemos isso, talvez achemos mais cômodo ficar onde estamos, com o que já conhecemos e com as pessoas as quais já estamos ligados.

Mas,  a vida não é transição? Mudança? Não é construída de escolhas? E escolhas não são feitas em momentos decisivos? Sabe o que tudo isso quer dizer? Quer dizer que não adianta adiar decisões. A vida acontece para quem as toma. Só anda pra frente quem decide dar o passo. Então, escolha.

Se está infeliz, se suas decisões não o tem levado onde deseja,  escolha diferente. Mude, seja o que ouve, o que come, com quem fala, o que lê, o que veste, quem beija, a quem escuta. Pelo seu bem, pela lei da vida, pela leveza de buscar novos horizontes, pessoas e histórias: mude!

Uma vida de de meia decisões, acomodadas e rotineiras, nada mais é do que uma vida de mentira. Não é desejada, não é amada, não é idealizada, é apenas infeliz. É uma vida que não serve mais, não só não serve, como incomoda. Então, se livre dela e do que com ela lhe afunda.  Faça o que tiver que ser feito, diga o que tiver que ser dito, vá atras do que te fará mais feliz e sorridente, beije quem deve ser beijado e o resto acontece.

Mesmo nos momentos mais difíceis, tente. Mesmo as decisões mais arriscadas, tome. A vida é extremamente efêmera para se viver de aparências e vontades induzidas. Mude até se encontrar feliz.

20 anos. Gaúcha, webwriter e futura publicitária. Louca por desafios, intensa e impaciente. Ama muito, odeia muito. Às vezes, ao mesmo tempo. Acredita que o amor, principalmente o próprio, supera tudo. |
Instagram: @brutesch

Posts relacionados

Tão Distantes, Mas Tão Próximos E se existisse uma forma da gente saber quando um pensa do outro? Bip: Ela chorou no banho porque lembrou das brincadeiras de vocês debaixo do chuvei...
Quando eu Não Me Importar Mais Estranha quando eu não me importar mais, quando eu não quiser mais saber sobre teus planos, sobre como foi teu dia ou se tu fez o que tinha que fazer....
O Amor É Como Um Precipício "O amor é como um precipício: a gente se joga e reza pra nunca chegar ao chão." Lisbela e o Prisioneiro Essa é uma das falas de um dos filmes que ...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *