Crônicas, Amor & Sexo

Não é você, sou eu!

não é você, sou eu

Quem nunca ouviu essas palavras? Se ainda não ouviu, saiba que pra tudo há uma primeira vez. E já aviso: dói! Dói porque a gente nunca consegue processar essa frase. Queremos sempre saber o que foi que fizemos. Foram os ataques de ciúme? Foram as piadas ruins ou os filmes de comédia romântica que queríamos assistir? Foi aquela saia que era “meio curta demais”? Foram aquelas ideologias diferentes e a mania de insistir que meu pensamento era o correto? Foi a vontade de estar sempre perto?

Sempre lhe dei carinho, amor e belas gozadas. Sempre deixei de fazer muitas coisas – e fiz tantas outras – só por causa dele. Sempre fui sincera, parceira, amiga. Nunca houve nada sobre o que não pudéssemos conversar. Sempre fui sem frescuras, sem medos e sem nojinhos. Engoli muita coisa, que se quer saber? Não deveria ter engolido. O jeito mandão e controlador que ele tinha é uma dessas coisas. As patadas e palavras dele me machucavam mais do que tudo quando ele tinha um rompante de brabeza pela mínima coisa. Sempre aceitei o papel de amante mais compreensível, racional e altruísta.

Nem sempre deveria ter sido assim. Mas, não me arrependo. Sempre cresci em cada um dos meus piores e melhores relacionamentos. E com esse não seria diferente. Descobri que mandar à merda, às vezes, pode ser sensacional.

Por isso, quando ouvi aquele “Não é você, sou eu!” pela milésima vez, decidi acreditar. “Quer saber? A verdade é que não é mentira. É verdade! O problema só pode ser você mesmo. E espero, com a mesma intensidade que te amei, que você vá pra puta que te pariu!” Foi o que eu falei, mesmo sendo a maior mentira.

20 anos. Gaúcha, webwriter e futura publicitária. Louca por desafios, intensa e impaciente. Ama muito, odeia muito. Às vezes, ao mesmo tempo. Acredita que o amor, principalmente o próprio, supera tudo. | Instagram: @brutesch

Posts relacionados

Amizade: Um Relacionamento de Irmandade Fazemos novas amizades a todo o momento: na balada depois do 3º gole de tequila, no trem indo pro trabalho, no novo emprego, na faculdade, no curso no...
Tão Distantes, Mas Tão Próximos E se existisse uma forma da gente saber quando um pensa do outro? Bip: Ela chorou no banho porque lembrou das brincadeiras de vocês debaixo do chuvei...
Reciprocidade: O Segredo da Felicidade RECIPROCIDADE: Palavra formada por treze letras, distribuídas em seis sílabas e possui a capacidade de mudar a relevância de tudo. Se trata da capacid...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *