Crônicas, Amor & Sexo

Tão Distantes, Mas Tão Próximos

E se existisse uma forma da gente saber quando um pensa do outro?

Bip: Ela chorou no banho porque lembrou das brincadeiras de vocês debaixo do chuveiro.

Bip: Ele viu uma guria usando uma saia igual a que ele te deu. Quis te ligar.

Bip: Ela foi pra festa com as amigas. Mas, não deixou ninguém se aproximar. Só dançou de olhos fechados, imaginando como seria se tu tivesse com ela lá.

Bip: Pela primeira vez em muito tempo, ele pensou que não iria pros amigos se fosse pra ficar contigo.

Bip: Ela escreveu mais um texto sobre ti.

Bip: Ele releu aqueles textos antigos. Quanto amor. Doeu.

Bip: Ela botou a aliança no dedo ontem. Sorriu. Chorou.

Bip: Ele queria ter salvo todas aquelas fotos antes de ter as apagado. Queria rever tu sorrindo, ele apaixonado.

Bip: Ela não terminou aquela série pra não sentir falta de tu defendo o Walt, ela a Skyler.

Bip: Ele pensou que ia adorar te ver com aquela saia que tu comprou e, na época, ele não gostou.

Bip: Ela pediu um milkshake, mas não aquele do sabor de vocês. Se sentiria te traindo se tomasse sem dividir contigo.

Bip: Ele nem curte mais aquelas fotos, nem tem vontade de conversar com as amigas. Dói saber que tu não vai fazer cara feia, dengo de ciumenta.

Bip: Ela é mais doce e carinhosa com as pessoas. Pensa que, de qualquer forma, é uma melhor pessoa também pra ti, já que tu reclamava da grosseria (mesmo que sem querer) dela.

Bip: Ele lembrou de quando queria ter te conhecido antes, criança: quando ele veio pra Porto Alegre ou quase foi estudar na mesma escola fundamental que tu.

Bip: Ela se sentiu mal por não ter ficado, te contrariado, quando disse no calor da discussão pra ela sumir da tua vida.

Bip: Ele se sentiu mal por ter dito aquilo. Te queria mais que tudo.

De bip em bip, tão distantes, mas tão próximos… E se fosse a gente que contasse um pro outro?

20 anos. Gaúcha, webwriter e futura publicitária. Louca por desafios, intensa e impaciente. Ama muito, odeia muito. Às vezes, ao mesmo tempo. Acredita que o amor, principalmente o próprio, supera tudo. |
Instagram: @brutesch

Posts relacionados

Algum Tempo Atrás Notei, enquanto tomava um café na lanchonete da esquina da casa dela e pensava em sua ardilosidade e persuasividade, que ela possuía temores e mágoas....
Quando Somos Invencíveis Ele e ela estavam ali, não lá, não cá, ali. Exatamente no mesmo lugar, complementavam-se. Perfeitos. Sincronizados em uma mesma ideia, em um mesmo mom...
Não É Mais Sobre Ti Prometi que não escreveria, mas mudei de ideia quando percebi que pessoas à minha volta têm mais com o que se preocupar. A maioria delas tem me dado ...

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *