Crônicas, Amor & Sexo

É o Que Doamos Que Recebemos de Volta

cronica sobre doar

Cada vez mais as pessoas só sabem falar de si. É tudo sobre seus problemas, suas vidas, seus sentimentos, suas conquistas, suas alegrias, suas opiniões. Ninguém se preocupa mais com outras pessoas.

Quando alguém decide te escutar, na primeira oportunidade, a pessoa te interrompe para contar que com ela aconteceu algo parecido e que foi bem pior. O desabafo nem termina e a pessoa já mudou o rumo da conversa. A empatia acabou.

O triste disso é que as relações se tornam cada vez mais líquidas, vazias e fúteis. E o amor também se torna efêmero. As pessoas querem saber de si, da sua felicidade, se importam com seu descontentamento mais do que o de alguém que dizem amar. O altruísmo também acabou. E é dele que relacionamentos, os bons e duradouros, são feitos.

Não. Isso não quer dizer que deva se preocupar com o outro mais do que com você. Mas, onde há amor também deve haver empatia, altruísmo, cuidado, carinho, preocupação e empenho.  Empenho em torna as coisas melhores, ainda que estejam ótimas. Empenho em ser genuinamente sincero e transparente. Empenho em escutar, mais do que falar. Empenho em saber como o outro se sente.

É difícil. Eu sei. Tendemos em nos colocar no centro de tudo. Tendemos a dramatizar as coisas ruins que acontecem com a gente – ainda que não sejam tão ruins assim. E é normal, até certo ponto. Quando isso começa a cegar e não se enxerga mais o outro lado é que se torna problema. Afeta os relacionamentos. Destrói histórias. Machuca quem ama a gente. Ofende quem se preocupa conosco.

Aprenda a ouvir mais do fala. Demonstre interesse genuíno, ame, cuide, se dedique mais a quem ama ou só admira, tem um carinho especial. É o que doamos que recebemos de volta.

20 anos. Gaúcha, webwriter e futura publicitária. Louca por desafios, intensa e impaciente. Ama muito, odeia muito. Às vezes, ao mesmo tempo. Acredita que o amor, principalmente o próprio, supera tudo. |
Instagram: @brutesch

Posts relacionados

Virei a Página, Meu Bem Eu achei um pen drive antigo, enquanto arrumava uma gaveta cheia de lembranças antigas. Nele, em meio a quinhentos mil arquivos, achei algumas fotos e...
Eu Te Amo, Mas Dá Um Tempo Eu te amo. Amo muito mesmo. Mas, tu ainda não amadureceu teu amar. Sufocar não é amor. Até pode parecer aos leigos (ou aos eternos imaturos), mas...
Você Se Foi, Mas Há Males Que Vêm Para Bem Amanhã faz um ano que não te vejo mais. A notícia de sua perda veio aos poucos, a cada noite que me deitava sozinha e a cada pétala que caía da última...

Comentários

2 thoughts on “É o Que Doamos Que Recebemos de Volta”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *