Beleza & Saúde

Cabelos Coloridos: Como Pintar Em Casa

Não tem como negar, cabelos coloridos estão na moda. Verde, azul, vermelho, rosa, laranja, amarelo… As opções são infinitas. Mas existem dúvidas cruéis que todos nós temos antes de pintar o cabelo. E eu estou aqui hoje para contar tudo sobre as minhas experiências e dar um rápido passo a passo para quem quiser se aventurar em casa.

Eu já tive várias cores no meu cabelo (ruivo, moreno, vermelho fantasia, loiro, verde, azul. rosa e roxo), já fiz algumas dessas cores no salão e também já fiz em casa. As últimas cores que eu tive (vermelho, verde, rosa e roxo*) nas pontas do cabelo, eu fiz sozinha. E sei que isso pode parecer assustador para muita gente, mas é muito mais simples do que parece.

Da esquerda para a direita: Pink, Yamá; Urban Purple, Keraton (que desbota para um tom de vermelho); Diesel Green, Keraton.
Da esquerda para a direita: Pink, Yamá; Urban Purple, Keraton (que desbota para um tom de vermelho); Diesel Green, Keraton.  *Infelizmente não encontrei nenhuma foto que desse para ver com clareza o tom de roxo que estou usando agora, mas é o Purple da Yamá.

Descoloração: Cuidado (Mas não é nenhum bicho de 7 cabeças)

O que mais preocupa as pessoas, pelo o que eu percebo, é a parte da descoloração. É bem importante saber a força do seu cabelo. O meu cabelo aguenta bastante química, então eu não tenho tanto medo que ele sofra um corte químico (quando cabelo quebra, realmente se corta na maior parte, após um processo de química pesada no cabelo). Mas se você acha que seu cabelo é fraquinho, muito fino ou que não vai aguentar o processo, o melhor é ir em um profissional. Eu faço sozinha porque realmente tenho bastante noção do meu cabelo e do que ele pode aguentar, a segurança aqui é tudo (e um pouco de desapego também, cabelo cresce gente hahahaha).

Eu recomendo que para quem está apenas começando nesse mundinho da descoloração e das tintas, começar com algo leve. Experimente descolorir e pintar uma mecha da parte de baixo do cabelo para começar. Dessa forma você irá conhecer melhor o seu cabelo e caso dê algum problema o estrago não será tão grande quanto se pintasse todo o cabelo ou a metade dele.

Algo essencial é tirar todas as dúvidas antes de fazer qualquer coisa no cabelo. Sempre que eu decido que vou fazer algo e sinto que não sei como fazer, ou que não estou totalmente segura, vou pro tio Google e resolvo tudo o que tenho para resolver. Por exemplo, eu fiz escova progressiva durante muitos anos, e esse processo alisante é bem pesado, tanto que requer hidratação e um cuidado extra com o cabelo. Na época eu não sabia quanto tempo precisava esperar para poder pintar o cabelo ou descolorir ele, então pesquisei bastante sobre assunto e descobri coisas que podem até parecer obvias, mas me deixaram muito mais segura para pintar o cabelo sozinha. Na realidade acho que esse é o passo mais importante de qualquer coisa da vida, tirar todas as dúvidas que tiverem, mesmo as que parecem mais bobas.

Agora que já esclareci bem (eu acho hahaha) que você precisa estar completamente seguro e certo do que vai fazer no cabelo, vamos para medidas.

Passo a Passo: Descolorindo, Pintando e Musando

Para pintar o cabelinho você vai precisar de:

Pó descolorante: Eu recomendo o da Yamá que tem camomila dentro para começar, depois você estiver com mais segurança pode começar a ousar e comprar outros que são mais fortes ou tem efeitos diferentes no cabelo. Eu geralmente compro o saquinho de 300g;

Água oxigenada: Eu uso, geralmente, a de 30 volumes da mesma marca. Ela é bem o “meio termo” e faz bem o trabalho de descolorir o cabelo aliada ao pó descolorante. Porém, acho que é legal você saber a função de cada volume e como usar, dependendo do seu fio e do seu tom de cabelo você precisará usar um volume diferente do meu.

     -Volume 10: Fixa a cor da tinta no cabelo. Essa é a mais fraquinha de todas elas, geralmente é aquela que vem dentro do kit de coloração pronto que compramos em farmácias e tudo mais. Ela serve só para abrir as cutículas do cabelo enquanto colore. O efeito descolorante dela é bem fraquinho.

     -Volume 20: Clareia até 2 tons, isso é, se você tem um cabelo bem escuro, ela não vai deixar seu cabelo completamente loiro, talvez você consiga um tom de castanho claro.

     -Volume 30: Clareia de 3 até 5 tons. Já essa água oxigenada já faz um trabalho de descoloração bem melhor para quem tem cabelos castanhos e pretos, apesar de ela não ser a mais intensa de todas, no meu cabelo ela clareia bastante, deixando em um tom de loiro claro (mas não platinado).

     -Volume 40: Clareia de 5 até 7 tons. Esse volume é aquele que vai clarear bastante qualquer tipo de cabelo, é o mais forte entre as águas oxigenadas e quando misturada com o pó descolorante certo pode deixar o cabelo escuro até em um tom de loiro bege acizentado. Porém, justamente por ser a mais forte, ela acaba danificando bastante o cabelo, principalmente de quem já faz algum tipo de química.

Tonalizante colorido: Eu já usei duas marcas de tonalizantes fantasia. O Hard Colors e o Hard Fix da Keraton, e o da Yamá. A diferença entre os dois tipos da Keraton, é que o Hard Colors é só tonalizante mesmo, e o Hard Fix é um colorante, vem até com água oxigenada de 10 volumes.

Eu gosto bastante das duas marcas, mas é importante testar no seu cabelo e ver como ele vai reagir. Pra mim funcionou melhor os tons de vermelho, verde e azul da Keraton e o rosa e o roxo da Yamá. Mas pode ser que no seu cabelo dure mais outros tons ou até outras marcas. Hoje existem diversas marcas de tintas fantasia a venda na internet e em algumas lojas. Eu opto por essas duas porque são as que eu encontro mais fácil onde eu moro (Porto Alegre).

Luvas: As luvas geralmente vem junto com a tinta, mas se por algum motivo a sua tinta não vier com a luva, coloque sacolinhas de supermercado nas mãos, elas ajudam bastante na hora do aperto hahaha

-Pente: Pode parecer até besteira ou lenda urbana, mas o pente de cabelo vai te dar uma boa ajuda na hora de pintar os cabelos sozinha. Isso porque nós geralmente não conseguimos ver se aplicamos tinta em todas as partes do cabelo que queremos, o pente irá garantir que o tonalizante se espalhe de forma mais uniforme no seu cabelo.

Passo a passo: 

1. Descolorir o cabelinho:

A descoloração é uma parte muito importante desse processo, e sim até as loiras precisam descolorir o cabelo, se não a tinta não dura tanto quanto deveria/poderia. Acho importante ressaltar que o efeito da descoloração vai depender de cada tipo de cabelo e de cada “história” capilar.

Digo isso porque os cabelos não reagem da mesma forma a uma química. O que para mim pode ser pouco tempo de ação, para um cabelo mais sensível pode ser uma eternidade e acabar resultando em um corte químico. É importante saber que se o seu cabelo é natural ele pode descolorir mais rápido que um cabelo com química, então é bom ficar mais atento ao processo e fazer sempre um teste de mecha.

Medidas:

Eu sempre faço a medida meio “de olho”, mas eu recomendo que inicialmente, quando ainda não se tem muita experiência com todo o processo, você use:

1 colher de sopa de descolorante para 1 colher de sopa de água oxigenada.

O importante é que a mistura fique tipo um creme, se estiver muito empelotada, coloquei mais água oxigenada, se estiver muito liquida, coloque mais pó. A quantidade de mistura vai depender exclusivamente da quantidade de cabelo que você quer descolorir e de como o seu cabelo é.  Você pode ir fazendo a mistura conforme a necessidade, eu geralmente vou fazendo de pouquinho em pouquinho para não dar muito desperdício de produto, já que uma vez que a mistura está feita ela não pode ser guardada.

Depois que passar o descolorante no cabelo eu recomendo que você fique no máximo 30 minutos com ele. Para quem quiser um resultado mais rápido, pode enrolar as mechas em papel filme ou colocar uma touca térmica na cabeça. O reagente da descoloração esquenta o cabelo, ao enrolar ele em papel filme ou usar uma touca térmica, você vai dar um power nele, mas cuidado, isso pode ser mais perigoso. Nas primeiras vezes eu usava o papel filme para ir mais rápido, mas depois acabei abolindo isso porque sentia que meu cabelo ficava bem mais sensível após fazer esse processo, pode ser algo bem de “impressão minha”, não sei se isso realmente deixa o cabelo mais sensível, mas era algo que eu sentia nos meus fios.

2. Tirando o descolorante

Depois que o tempo de descoloração chegar ao fim é preciso enxaguar o cabelo. Eu geralmente tento tirar o máximo do produto “bruto” e depois passo shampoo. Se eu vejo que o cabelo já está meio caidinho, eu passo um condicionador, se não eu só tiro o shampoo e seco o cabelo para passar a tinta.

É importante saber que o descolorante além de, obviamente, descolorir o cabelo, ele abre as cutículas dos seus fios, preparando eles para receberem a tinta e absorvê-la de forma mais completa. O shampoo faz mais ou menos a mesma coisa, tirando a parte de descoloração, ele abre as cutículas. Já o condicionador tem o efeito contrário, ele irá fechar as cutículas do seu cabelo, por isso eu só deixo para passar o condicionador em casos de muita sensibilidade do fio após a descoloração. Eu também tento pentear o cabelo no chuveiro junto com a água corrente para ele não ficar tão cheio de nós e não quebrar tanto depois do banho.

3. Coloração

Antes de passar a coloração você vai precisar secar o cabelo. Eu seco geralmente até ele ficar só úmido. Eu tenho muito cabelo e ele demora muito para secar, mas se seu cabelo é fino e seca rápido, seque até ele ficar bem sequinho haha

Eu geralmente vou dividindo meu cabelo enquanto passo o produto, indo da camada mais de baixo até chegar nas superiores. Eu recomendo, se você for fazer esse processo em grande parte do cabelo, que vá dividindo assim também e em mechas médias para finas, dessa forma você garante que o produto irá chegar em todas as partes descoloridas.

Dica: Eu também vou penteando o cabelo enquanto pinto. Faço isso porque, além de tirar e espalhar o excesso de produto, o pente irá permitir que a tinta chegue em partes que a sua mão ou o pincel não conseguiram. Como eu sou morena não me importo de sujar de tintas as partes não descoloridas do meu cabelo. Mas se você é loira tenha um cuidado na hora de fazer isso, porque apesar da tinta durar menos nos cabelos não descoloridos, tem grande possibilidade de ela realmente tonalizar as partes que você não quer que sejam tonalizadas.

O tempo de ação da tinta no cabelo pode depender de marca para marca, geralmente eu deixo em torno de uns 40 minutos, mas recomendo que você olhe nas orientações da tinta.

4. Tirando a tinta e hidratando o cabelo

Na hora de enxaguar a tinta eu sempre tiro bastante o excesso dela e geralmente passo um shampoo na raiz. Depois que eu sentir que todo o bruto do produto foi embora eu faço uma power hidratação no meu cabelo misturando 1 tampinha de bepantol liquido para 2 colheres de sopa de creme hidratante. Passo no cabelo e deixo por uns 30 minutos. Eu só faço essa hidratação quando faço descoloração no cabelo. Depois do tempo de ação da hidratação eu tiro o creme e passo condicionador, isso porque o condicionador ajuda a fechar as cutículas do cabelo melhor do que o hidratante.

Cuidados pós coloração

Depois que já estou com o cabelo lindo e colorido eu sempre cuido para fazer uma hidratação nele pelo menos duas vezes por mês. E geralmente preciso retocar o cabelo uma vez por mês. Na hora do retoque eu não faço mais descoloração, a não ser que eu queira mudar de cor, mas se vou ficar com o mesmo tom não tem necessidade de descolorir o cabelo outra vez.

Eu também recomendo que você compre um daqueles óleos de passar nas pontas do cabelo, é normal que depois da descoloração o cabelo fique mais sensível mesmo com a hidratação. E se você tiver coragem (hahahaha), recomendo que corte (pode ser em casa mesmo com uma tesoura apropriada) as pontinhas do cabelo, podem ser só um ou dois dedinhos, só para tirar as pontinhas que ficaram mais danificadas do cabelo e deixá-lo mais saudável.

Onde comprar tintas coloridas

Para quem mora em Porto Alegre eu sempre recomendo comprar na Belshop. Eu gosto bastante dessa loja porque ela tem bastante variedade de tons e marcas de tintas de coloridas. A Belshop tem em outras cidades também, eu recomendo dar uma olhadinha no site deles. Se não sempre podemos optar pela miga internet, hoje existem diversos sites que vendem tintas coloridas (e algumas vindas até da gringa que dizem ter uma qualidade melhor das que vendem aqui) com preços que não fogem muito o padrão.

Inspire-se e tonalize-se

Confira aqui embaixo fotinhos maravilhosas de cabelos coloridos para você se inspirar. Acho que é importante ressaltar aqui que eu não sou cabeleireira e que se você tiver qualquer insegurança recomendo que vá a um profissional 😉

Para se inspirar ainda mais eu sugiro que você vá no Pinterest, lá você vai encontrar mais uma infinidade de tipos de cabelo e tons coloridos. Espero que tenham gostado desse post, até a próxima <3

Estudante de jornalismo e apaixonada por moda, música e fotografia. Amo ler e -quase- nunca saio de casa sem um livro e um fone de ouvido na bolsa. Amo café (forte e sem açúcar), e tenho um gosto peculiar.

2 thoughts on “Cabelos Coloridos: Como Pintar Em Casa”

    1. Alessandra, eu tinha muito medo de fazer qualquer coisa em casa. Mas, depois que pintei a primeira vez, me relembrei do óbvio: cabelo cresce e a gente pode recorrer a um salão, na pior das hipóteses! Então… Se joga! E divide com a gente fotos depois pra vermos como ficou, tá? Pode mandar pra nossa página no face! heheh

      Beijão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *