Crônicas, Amor & Sexo

Algum Tempo Atrás

Algum tempo atrás

Notei, enquanto tomava um café na lanchonete da esquina da casa dela e pensava em sua ardilosidade e persuasividade, que ela possuía temores e mágoas. Por incrível que pareça, temores mais profundos do que seu olhar, mágoas mais berrantes que as paranoias de um esquizofrênico.

Forte, marcante. Incontestável e absurdamente, ela alienava qualquer um que aparecesse em seu caminho. Com doces palavras e belos lábios, os seduziam. Para mim, era por nada, até então, que ela fazia desses homens, suas vítimas. “Devia ser pura diversão”. Deixava-os como uma rata quando abandona seus filhotes. Eles corriam e recorriam atrás dela, na tentativa de fazê-la voltar. Mas, todos eram incapazes de compreendê-la. Eram incapazes de processar os fatos e encontrar a resposta tão simples.

Traída,  machucada, abusada, judiada, ofendida. Ao meu ver, ao meu ouvir, ao meu entender, ela fora desiludida por um homem que a prendeu em seu braços e que com o mesmo timbre de voz perfeito e com o mesmo perfume cítrico que a encantou, a enganou.Ela se tornara uma mulher de batom vermelho e vestidos decotados. Se tornara uma bomba de desconfiança e maldade. Prometera não ser mais ludibriada. Agora somente ludibriaria.

Acontece que acabara por quebrar a promessa. Foi quando eu fui ao seu encontro e com as palavras mais impactantes que encontrei, disse a ela que sabia o porquê de tanto ressentimento. Abusei no tom da voz. Precisa chamar sua atenção, advertir seus sentidos. A peguei pelos braços e contei seu segredo descoberto. Ela derramava lágrimas. Mas, cessou o choro quando lhe confessei o meu segredo: sempre a amei. Trocou os olhos mergulhados na dor de um passado por um sorriso esboçado pela paixão. Confirmei minhas suspeitas. Ouvi da boca dela um inacreditável ”também te amo”.

E hoje de mãos dadas, nos sentimos tão apaixonados quanto no início. Sim. Isso tudo aconteceu quando não possuíamos mais do que três décadas de vida. No momento? Temos oito.

20 anos. Gaúcha, webwriter e futura publicitária. Louca por desafios, intensa e impaciente. Ama muito, odeia muito. Às vezes, ao mesmo tempo. Acredita que o amor, principalmente o próprio, supera tudo. |
Instagram: @brutesch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *